Quando eu venho de Luanda (EN)

Includes English Translation and Audio link

Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só
Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só

Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só

Trago meu corpo cansado
Coração amargurado
Saudade de fazer dó
Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só
Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só

Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só

Eu fui preso a traição
Trazido na covardia
Que se fosse luta honesta
De lá ninguem me trazia
Na pele eu trouxe a noite
Na boca brilha o luar
Trago a força e a magia
Presente dos orixás
Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só
Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só

Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só

Eu trago ardendo nas costas
O peso dessa maldade
Trago ecoando no peito
Um grito de liberdade
Negritude, raça nobre
Grito de raça guerreira
É grito da raça negra
É grito de capoeira
Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só
Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só

Quando eu venho de Luanda
Eu não venho só

When I came from Luanda
I didn’t came alone
When I came from Luanda
I didn’t came alone

When I came from Luanda
I didn’t came alone

I brought my tired body
My bitter heart
Longing to doh
When I came from Luanda
I didn’t came alone
When I came from Luanda
I didn’t came alone

When I came from Luanda
I didn’t came alone

I was arrested treason
Brought in cowardice
But if it was a fair fight
From there no one brought me
I brought the skin overnight
In the mouth the moonlight shines
Bring strength and magic
Gift of the Orishas
When I came from Luanda
I didn’t came alone
When I came from Luanda
I didn’t came alone

When I came from Luanda
I didn’t came alone

I bring my burning back
The weight of this evil
Bring echoing chest
A shout of freedom
Black, noble race
Shout of warrior race
The shout of the black race
The shout of Capoeira
When I came from Luanda
I didn’t came alone
When I came from Luanda
I didn’t came alone

When I came from Luanda
I didn’t came alone

Listen to Quando eu venho de Luanda :

One Comment

  1. Palavras sábias…se fosse luta honesta ninguém nos trazia…

Leave a Reply

Required fields are marked *


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.